Santa Quitéria

Santa Quitéria nasceu em Braga, na região do Minho, Portugal, no ano 120 da nossa era Cristã. Filha de Lúcio Caio Otílio e de Cálcia Lúcia. Seu pai era governador de uma das muitas províncias do Império Romano, à qual fazia parte da antiga Lusitânia e parte da Galiza residia na cidade de Braga. Ambos, os seus pais, eram de família ilustre, porém, pagã e idólatra.

Cálcia Lucia, depois de ser estéril por muitos anos, concebeu e completados os nove meses, Cálcia, por milagre da Divina Providência, deu á luz a nove meninas, que nasceram tão perfeitas. Nesta época seu marido Lúcio Caio estava ausente, fazendo corte ao Imperador Adriano, viajando pela península.

Cálcia, dominada pela superstição e por se ver mãe de nove meninas, dada à luz num só parto, decide por em prática um plano infernal: afogar as nove meninas! Comunicando seu projeto a única pessoa que lhe tinha assistido ao parto, a parteira e criada por nome Cília e obrigando a guardar o mais rigoroso segredo, ordena-lhe que faça primeiro divulgar a notícia de que ela tivera um parto infeliz e que a criança veio a morrer.

À noite, depois da família ter se recolhido e aproveitando o escuro, Cálcia ordena que Cília saísse e fosse mergulhar as nove meninas num poço do rio Este, que corre nos subúrbios de Braga.

Cília, que na realidade era Cristã, mas mantinha sua Fé escondida por causa das perseguições, saiu e foi direto à casa do Arcebispo de Braga, Santo Ovídio, o qual, administrando o Sacramento do Batismo, lhes pôs os seguintes nomes: Genebra, Vitória, Eufemia, Marinha, Marejana, Germana, Basília, Quitéria e Liberata (ou Vilgeforte, como outros lhe chamam). Depois a virtuosa e compassiva Cília, procurou nos arredores de Braga, famílias Cristãs para as criarem e educarem na lei de Cristo.

A religiosa educação que as meninas receberam na sua infância produziu tão grande domínio em seu corações que no decorrer de suas vidas e até o fim dela, sempre puseram em prática as Santas Virtudes. Por nove ou dez anos viveram nos arredores de Braga, com tanta perfeição como se já vivessem no Céu, imitando os Anjos na Pureza, os Querubins no Fervor e os Serafins no Amor. Com a orientação ee autorização de Santo Ovídio, as meninas passaram a morar juntas numa mesma casa, em clausura, segundo a vontade delas mesmas.

De Quitéria, diz-se que tinha a graça de estar sempre perante a presença física do seu Anjo da Guarda, com quem conversava freqüentemente e que a aconselhava em cada momento da sua vida.

Nesta ocasião levantou-se uma terrível e cruel perseguição, renovando um edito iniciado por Nero, cujo fim era extinguir totalmente do mundo o Nome adorável de Jesus Cristo. Nas terras sujeitas ao Império Romano, se publicou solenemente, sob pena de morte, que se adorasse os ídolos e extinguissem o cristianismo. Espalhando-se os infernais algozes, se dirigiram à casa onde viviam as nove irmãs, e encontrando a santa comunidade, certificados de que elas eram Cristãs, (Católicas) as levaram presas á presença do governador de Braga, Lúcio Caio (seu pai), este, apesar de ainda não as reconhecer como filhas, ficou muito impressionado com a Modéstia, Humildade e rara Formosura, e tratando-as com brandura, fez diferentes perguntas relativas a sua pátria, pais e religião, mas deixando bem claro que se não obedecessem ao mandato de adorarem aos ídolos, a pena seria executada. Santa Genebra tomou a palavra e respondeu em nome de todas. Não há termos para explicar a impressão que a verdadeira história das meninas produziu no coração de Lucio Caio. Este, Manda chamar sua esposa Cálcia para confirmar e esta, deparando com Cília, que acompanhava as meninas, não se atreve a negar. Reconhecidas agora como suas filhas, Atílio emprega todos os esforços para convencer as meninas a abandonarem a Fé Católica, mas em vão foram seus pedidos, suas promessas de casamentos abastados e súplicas pela preservação do nome da família. Furioso, apela para ameaças de castigos, torturas e a morte. Vendo que tudo isso era em vão, manda aprisionar as meninas em um dos salões do palácio até que se decidam.

Na escuridão da noite fogem do palácio e por algum tempo caminham juntas, depois param e decidem que cada uma deverá seguir seu caminho, diferentes uma das outras, seguindo apenas na direção que o Senhor lhes inspirar. Santa Liberata, ergue as mãos ao Céu e pede: "Senhor Jesus Cristo, que permitistes nascêssemos todas num mesmo dia e, livrando-nos da morte, nos deste nova vida da Graça , pedimos-vos, Senhor, pela vossa Divina Misericórdia, e pelo eterno e incomparável amor com que nos tem amado, Permita, meu Deus, que sejamos todas levadas ao descanso eterno, e não permita, meu bom Jesus, que se afastam do caminho da glória celeste aquelas que tão unidas foram enquanto viveram na terra". Toda com o mesmo espírito e mesma Fé responderam: Amém! Despediram-se e seguiram cada qual para onde o Senhor lhes inspirava.

Santa Quitéria fugiu em direção a uma montanha próxima, onde ali viveu uma vida de contemplação. Atílio, seu pai, Germano, um dos jovens pretendentes á sua mão, vendo-se iludidos pela fuga da virgem, enviaram servos a procurá-la com ordens para, caso a encontrassem, lhe aconselharem o regresso à casa paterna e o casamento. Após muitas pesquisas, Quitéria foi encontrada.

Ante a recusa da filha em se casar com Germano, Otílio condenou-a à morte, cuja execução foi perpetrada pelo próprio Germano no dia 22 de Maio do ano de 135. Quitéria estava com 15 anos de idade. Os soldados que a prenderam ficaram cegos. Após ter a cabeça decepada, Quitéria tomou sua cabeça em suas mãos e caminhou até a cidade vizinha onde caiu e foi sepultada.

 

(IGREJA DE SANTA QUITÉRIA NO LOCAL DE SUA MORTE NA AQUITÂNIA, NA POVOAÇÃO DE AIRE-SUR-L'ADOUR)

 

NAS APARIÇÕES DE JACAREÍ, SANTA QUITÉRIA APARECEU PELA PRIMEIRA VEZ NO DIA 21 DE ABRIL DE 2013 E NOS COMUNICOU UMA MENSAGEM. EI-LA:

 

Mensagem de Santa Quitéria - 21.04.2013

“Amados irmãos Meus, Eu, Quitéria, Serva do SENHOR e da Mãe de DEUS, Sou feliz por vir abençoar-vos hoje.

Fazei a Cruzada do Rosário com Amor, porque da Cruzada do Rosário depende a vossa Salvação, a de milhões de almas, da vossa pátria e do mundo inteiro.

Fazei a Cruzada do Rosário com Amor, dando à Mãe de DEUS o vosso Rosário Meditado, Rezado com Amor, Devoção e Piedade, para que assim, as forças satânicas possam ser vencidas e destruídas em vós, nas famílias e no mundo inteiro.

Fazei a Cruzada do Rosário agora a qualquer dia da semana, não apenas no domingo. Fazei de forma que toda a semana tenha sempre almas em suas casas Rezando o Santo Rosário pela Salvação do Brasil, do mundo e das almas. Eu, Quitéria, Rezarei convosco, virei com os Santos Anjos do Céu para vos abençoar, para Rezar convosco, para ajudar-vos na luta, na batalha espiritual através do Rosário contra todas as forças do mal, contra todas as potências do mal.

Sede Santos como o SENHOR DEUS deseja que sejais Santos. A Santidade consiste, antes de tudo, na alma morrer para si mesma em todas as coisas e a todo o momento, renunciar à sua vontade rebelde para aceitar a Vontade do SENHOR. Assim, cumprindo Sua vontade, a alma verdadeiramente Santifica-se e quando uma alma se Santifica, muitas milhões de outras almas se Santificarão, por ela, por suas Orações, Sacrifício, seu exemplo de vida, e então, o mundo, cada vez mais, se torna, se tornará o Reino dos Sagrados Corações Unidos, Reino de Paz, Reino de Amor!

Desejai a Santidade, pois desejar a Santidade é o primeiro passo para obtê-La, quem muito deseja a Santidade, chegará à grande Santidade, à grande perfeição espiritual e certamente será um grande Santo na Glória do Céu.

Os desejos da alma são asas que a fazem voar cada vez mais rapidamente no Caminho da Perfeição, para que ela então, adquirindo Virtude após Virtude, possa, cada dia mais, deixar o pecado, assemelhar-se ao próprio Coração de CRISTO, ao próprio Coração da Virgem Imaculada e ao Coração de São José. Os desejos são asas que fazem com que a alma, olhando a grande montanha da perfeição, suba-a velozmente, pois assim, livre de todo o embaraço, ela pode correr, ou melhor, voar montanha acima até encontrar lá no alto o seu tesouro, que é a Santidade, para dar Alegria, Amor e Contentamento a DEUS por toda a Eternidade.

Oh, sim! Assim como um pássaro não pode voar se tiver a sua perna amarrada em alguma coisa, assim como um pássaro não pode mais voar se suas asas estiverem grudadas em algo viscoso, assim também, a alma não pode voar no Céu da Santidade, no Caminho da Santidade, voar acima pela montanha da Santidade, se não renunciar a tudo o que: a prende, a escraviza, às coisas vãs deste mundo. Por isso, abri o vosso coração aos santos desejos da Santidade; deixai a morte deste mundo e procurai a vida que não passa, a Vida Eterna que foi criada para vós para que sejais felizes com DEUS, com a Mãe de DEUS e Conosco, os Bem Aventurados, por toda a Eternidade.

Eu, Quitéria, estou ao vosso lado e a alma que Me pedir na Orações que lhe dê os Santos desejos da Santidade, Eu lhe darei. Fazei como o Bem Aventurado São Geraldo fazia: ‘Eu quero ser Santo. Eu vou entregar-me completamente a DEUS para ser Santo.’ Fazei como a Bem Aventurada Bernadette de Lourdes fazia, dizendo sem cessar: ‘Eu quero ser Santo. Eu quero amar a DEUS com Amor perfeito, Eu quero amá-Lo como nunca Ele foi amado.’ E depois segui estes santos desejos, Rezando com Amor, renunciando a toda a forma de pecado, procurando sempre mais aquilo que agrada a DEUS e Eu vos digo: com os santos desejos unidos à Oração, unidos à prática daquilo que dizeis na Oração, com a prática das Virtudes, vós sereis, em pouco tempo, grande Santos. A medida da vossa Santidade será de acordo com a medida dos desejos que tiverdes nos vossos corações de serdes Santos.

Eu, Quitéria, vos amo muito e estarei ao vosso lado sempre para vos ajudar, vos abençoar e vos proteger de toda a forma de mal. E agora vos abençôo generosamente com Amor, com as bênçãos que o Céu hoje Me concedeu para derramar sobre todos vós.”

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!